Açores

O Arquipélago dos Açores é composto por 9 ilhas: São Miguel, Santa Maria, Terceira, Pico, Faial, Graciosa, São Jorge, Corvo e Flores. Todas as ilhas têm as suas especificidades, mas há algo que as une: o mar azul profundo e a beleza natural única das suas paisagens verdes impressionantes. É o destino ideal para os aventureiros e amantes da natureza. Quem desembarca no arquipélago dos Açores pela primeira vez não tem como evitar imaginar o que terão sentido os primeiros portugueses a chegar a estas ilhas.

O encanto mantém-se: ausente de timidez, a natureza exibe-se, verde, vermelha, azul, dourada, inebriante nos cantos e recantos das nove ilhas que compõem os Açores. Os grandes pontos turísticos são bem conhecidos: sobre São Miguel, a maior das ilhas do arquipélago, é obrigatório referir a Lagoa das Sete Cidades, com o seu misto de águas azuis e verdes, o vale das Furnas, de onde não se sai sem experimentar o tradicional cozido, confeccionado em furos nas suas terras vulcânicas, ou o ilhéu de Vila Franca, uma reserva natural.

O Pico, ponto mais alto do arquipélago e situado na ilha com o mesmo nome, é outra das referências mais populares destas ilhas, se bem que muitas das pequenas maravilhas dos Açores sejam, ainda, segredos bem escondidos. Formações vulcânicas, como por exemplo o Algar do Carvão ou a freguesia dos Biscoitos, na ilha Terceira, convivem com praias ora selvagens ora claramente turísticas, de areais dourados ou negros e águas límpidas que cativam os amantes de desportos náuticos.

Feitas as contas, são nove destinos únicos que se devem conhecer ou reconhecer.

Na sua visita aos Açores, não perca a oportunidade de subir à montanha mais alta de Portugal, a Montanha do Pico, com mais 2351 metros de altitude. É também considerada um dos mais belos vulcões do mundo. Aproveite para relaxar a mente e o corpo nas várias piscinas naturais de águas quentes termais. As temperaturas destas águas férreas rondam os 37 e os 50ºC. Para além da sensação de bem-estar, as águas termais possuem propriedades terapêuticas totalmente naturais benéficas para a saúde.

Faça uma tour de Whale Watching e aventure-se e explore o melhor do mar dos Açores. Conheça as espécies que lá habitam e que por lá passam em perfeita união com o meio ambiente envolvente.

Em termos culturais, destacam-se as celebrações religiosas que acontecem todos os anos, a destacar a de maior dimensão no arquipélago, a Festa do Santo Cristo dos Milagres, em São Miguel. As pessoas saem às ruas da cidade de Ponta Delgada em procissão, seguindo a estátua de Jesus Cristo e fazendo promessas ao Senhor para o ano seguinte. Outras celebrações religiosas muito populares são as do Divino Espírito Santo, que ocorrem em todas as ilhas.

A par das tradições religiosas, existem as conhecidas e mundialmente famosas, touradas à corda na Ilha Terceira que ocorrem durante as Festas da Praia.

Nos Açores há também a forte tradição de celebrar o Carnaval com os bailes de disfarces, os corsos carnavalescos e a confecção de um doce típico regional que se faz em especial nesta época do ano: as malassadas.

Nos Açores, a gastronomia é vasta e rica em tradição. Delicie-se com o prato mais típico do arquipélago: o Cozido das Caldeiras das Furnas, confeccionado no solo vulcânico. É uma experiência gastronómica única e uma das principais atrações turísticas da ilha de São Miguel. É preparado no dia anterior e enterrado, às primeiras horas do dia, nas caldeiras naturais da Lagoa das Furnas. Diz-se que o segredo do seu sabor é a forma como carnes, chouriços e legumes cozem em “lume brando” com o calor produzido pela atividade vulcânica. Aqui qualquer pessoa pode cozinhar a sua refeição, mas o mais comum é reservar um lugar num dos muitos restaurantes das Furnas especializados neste prato. O seu método de confeção atribui-lhe um sabor inconfundível.

Outras iguarias a não perder, são os bolos lêvedos, leves e saborosos; o ananás de sabor e aroma únicos e o queijo de São Jorge, fabricado na Ilha de São Jorge há quase 500 anos.

É no arquipélago que se situa a mais antiga e única fábrica de chá da Europa: a Fábrica de Chá Gorreana. Produzem chás de vários sabores, na sua maioria, manualmente.

Nos Açores as paisagens de cortar a respiração são imensas. As origens vulcânicas das ilhas resultam em cenários de cortar o fôlego e em vistas incomparáveis. Um destino sem igual onde se respira ar puro e fresco. 9 ilhas, 9 amores. Não é difícil ficar maravilhado pela serenidade e beleza dos Açores. É na maior ilha do arquipélago que se situa uma das 7 Maravilhas de Portugal, a Lagoa das Sete Cidades, onde as cores azul e verde da sua água são dignas de uma pintura. O triângulo, formado pelas ilhas do Faial, Pico e São Jorge, é um dos cenários de eleição para os amantes de big game fishing, um autêntico desafio para pescadores desportivos que aqui podem capturar tubarões de grande porte, bonitos, espadarte e atum. A paisagem acidentada do arquipélago traça percursos ideais para caminhada e passeios em bicicleta. Também é ideal para a observação de pássaros, baleias e golfinhos. Sem esquecer a pesca e os trilhos a desvendar em moto-quatro.

Se vem da União Europeia, como membro do acordo de Schengen, pode entrar livremente utilizando como documento de viagem o seu Bilhete de Identidade/ Cartão de Cidadão que se deve encontrar válido.

Se não integra este acordo, precisa de um passaporte válido e, em alguns casos, de um visto. 

Data de última atualização: 08 de Março 2021

  1. TESTE: Obrigatório e pode ser efectuado de forma gratuita | Agendamento de teste gratuito

    1. Na ida: É necessário possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.

    2. No regresso: Passageiros com estadias igual ou superior a 7 dias devem possuir teste PCR negativo até 72 horas antes do voo.

  2. QUARENTENA: Não obrigatória.

  3. OUTRAS OBRIGATORIEDADES: Preenchimento de Questionário de Avaliação do Risco e Deteção Precoce


Fontes de informação:

  1. Informação aos turistas

  2. Agendamento de testes Covid-19 gratuito

  3. Recomendações para uma viagem segura

Política de Cookies